Última hora

Última hora

Chuvas torrenciais fazem 81 mortos na América Central

Em leitura:

Chuvas torrenciais fazem 81 mortos na América Central

Tamanho do texto Aa Aa

As fortes chuvas que se abatem há uma semana sobre a América Central fizeram até ao momento pelo menos 81 mortos e dezenas de milhares de deslocados.

O presidente de El Salvador – o país mais afetado – confirmou a morte de 32 pessoas. Segundo um responsável dos serviços de socorros, a maioria foi vítima de derrocadas provocadas pelas chuvas torrenciais.

O governo de El Salvador declarou o “estado de emergência nacional” e apelou à ajuda humanitária internacional. As autoridades esperam, ainda assim, que a situação melhore nas próximas horas, já que os serviços meteorológicos preveem que o temporal se dissipe a partir de hoje.

A Guatemala é o segundo país mais afetado, registando 28 vítimas mortais da intempérie até ao momento. As autoridades decretaram o estado de catástrofe natural.

As chuvas torrenciais e as subsequentes inundações e deslizamentos de terras também fizeram 13 mortos nas Honduras e outros 8 no Nicarágua.

A intempérie afeta mais de 150 mil pessoas na América Central considerada, pela ONU, como uma das regiões mais atingidas pelas consequências das alterações climáticas.