Última hora

Última hora

Indignados "assentam praça" nas capitais europeias

Em leitura:

Indignados "assentam praça" nas capitais europeias

Tamanho do texto Aa Aa

Os “Indignados” mantém-se firmes no protesto em diversas capitais europeias.

Em Londres, frente à igreja de St.Paul, a poucos metros do coração da City, estão acampadas cerca de duzentas pessoas, que exigem medidas concretas na resolução da crise financeira.

Uma jovem resume o sentimento geral: “Um por cento de pessoas do Goldman Sachs e da área financeira têm todo o poder – o dinheiro é poder. É preciso unir os outros 99% e pensar que 99% podem ter todo o poder, independentemente do dinheiro”.

Da mesma visão partilham as dezenas que permanecem no centro de Frankfurth, a capital financeira da Alemanha. Também para eles, a alta finança é responsável pelas dificuldades que o mundo atravessa.

Em cidades mais pequenas como Ljubliana, a capital da Eslovénia, o movimento iniciado no sábado também ainda não esmoreceu. O acampamento persiste frente à bolsa.

Todos reivindicam o direito à indignação pelo aumento das desigualdades entre ricos e pobres.