Última hora

Última hora

Intensificam-se os combates no Iémen

Em leitura:

Intensificam-se os combates no Iémen

Tamanho do texto Aa Aa

Intensificam-se os confrontos no Iémen entre forças leais a Ali Abdullah Saleh e opositores ao regime.

Pelo menos oito pessoas foram mortas na última noite em Saná durante as manifestações para exigir a demissão do presidente iemenita.

À semelhança do que aconteceu no Egito e na Líbia, também aqui e há medida que o tempo passa, aumenta o número de desertores.

O general Mohsen Al-Ahmar que até há bem pouco tempo integrava as forças do regime comanda, agora, um dos grupos que luta pela queda de Saleh.

O presidente iemenita no poder há mais de três décadas prometeu por diversas vezes abandonar o poder, o que nunca chegou a acontecer.

Em Junho, abandonou o país na sequência dos ferimentos sofridos durante um ataque contra o palácio presidencial.

A revolta popular ganhou força com o regresso do chefe de Estado ao fim de três meses, mas a repressão sobre os manifestantes não se fez esperar.

Os protestos no Iémen duram há cerca de nove meses e já provocaram milhares de mortos.