Última hora

Última hora

Palestinianos pedem liberdade para todos os prisioneiros

Em leitura:

Palestinianos pedem liberdade para todos os prisioneiros

Tamanho do texto Aa Aa

Em Ramallah, centenas de palestinianos pedem a libertação de todos os prisioneiros.

O número exato de detidos é desconhecido, mas fontes israelitas e palestinianas admitem que ultrapassa os 5000.

O Hamas também não é poupado às críticas.

Muitos acusam o movimento de favorecer a libertação de prisioneiros ligados ao Hamas em detrimento da Fatah.

Esta terça-feira, são postas em liberdade perto de 500 pessoas. Do grupo faz parte Irena, detida há mais de 10 anos.

“Quando ouvi a notícia quase não queria acreditar.

Pedi ao meu marido para dar a boa nova à nossa neta, que a mãe ia ser libertada” refere Zinab Sarahna, sogra de Irena.

A ucraniana casada com um palestiniano é acusada de estar envolvida em ataque suicidas contra Israel.

“Ela foi levada quando eu tinha apenas oito meses, era um bebé Não conheço a minha mãe, mas estou muito contente por saber que vai sair da prisão” afirma Ghazaleh Sarahna, filha de Irena.

Uma parte dos prisioneiros vai ser levada para o deserto do Sinai, no Egito, outros para a Faixa de Gaza.