Última hora

Última hora

Bruxelas e Yanukovich de costas voltadas

Em leitura:

Bruxelas e Yanukovich de costas voltadas

Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas cancelou a reunião com o chefe de Estado ucraniano prevista para quinta-feira.

Em causa está a condenação de Iulia Timochenko.

Perante a pressão internacional, Kiev admitiu despenalizar o artigo do código penal que levou à condenação da antiga chefe de governo. O que a confirmar-se, permitiria a Timochenko sair em liberdade.

O Parlamento vota, hoje, a emenda para descriminalizar delitos económicos imputados a elementos do executivo.

Numa entrevista à Euronews, o presidente ucraniano referiu que o caso Timochenko é complexo porque, afirma, “existem diferentes violações à lei.” Viktor Yanukovich admite que este caso tem contornos políticos, mas considera que no fundo “é puramente criminal.”

A musa da Revolução Laranja foi condenada a sete anos de prisão pelo crime de abuso de poder. Em causa estão os acordos de gás com a Rússia, assinados em 2009, que segundo a justiça terão lesado os interesses do país.