Última hora

Última hora

Jürgen Stark defende mais disciplina e integração económica na UE

Em leitura:

Jürgen Stark defende mais disciplina e integração económica na UE

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia tem de caminhar para maior integração económica, com os estados membros a transferirem soberania para Bruxelas no que toca ao controlo dos orçamentos. A mensagem central do economista alemão Jürgen Stark ao comité de assuntos económicos e monetários do Parlamento Europeu é que a Zona Euro precisa de mais disciplina.

“Não se pode continuar como até agora, com um alto défice orçamental anual em muitos países da Zona Euro, e um nível de dívida pública explosivo. Isso representa uma pesada herança para as gerações futuras e para a economia nos próximos anos. Por todas estas razões, a única alternativa é reduzir das dívidas”, disse o economista.

Contra a compra de mais dívida soberana pelo Banco Central Europeu e contra os chamados eurobonds (títulos de obrigações europeus), Starck veria com bons olhos a criação de um ministro das Finanças europeu que colocasse em prática soluções políticas para a crise de confiança.

“Não basta recapitalizar os bancos, muitas outras coisas devem ser feitas. Em primeiro lugar, precisamos de enviar um sinal de credibilidade aos mercados. Devíamos mostrar que estamos decididos a resolver os problemas orçamentais. Não basta fazer anúncios, temos de colocar as medidas em prática”, acrescenta Jürgen Stark .

Esta é a contribuição do agora demissionário economista-chefe do BCE mas, como refere o correspondente da Euronews, Rudolph Herbert, “as decisões sobre como é que a Europa vai ultrapassar a crise vão ser tomadas este fim-de-semana, em Bruxelas, na cimeira europeia”.