Última hora

Última hora

Palestinianos continuam a celebrar libertação de prisioneiros

Em leitura:

Palestinianos continuam a celebrar libertação de prisioneiros

Tamanho do texto Aa Aa

A Faixa de Gaza vive um feriado decretado em celebração dos prisioneiros libertados por Israel. O executivo do Hamas decidiu disponibilizar perto de 430 mil euros para ajudar à reinserção dos 293 conterrâneos que voltaram ao território.

Nafez Herez foi preso em 1985 – acusado de matar soldados israelitas – e só ontem viu pela primeira vez o filho mais novo, nascido já depois da sua detenção. Explica que depois de 26 anos na cadeia, acordou pela primeira vez rodeado pelos filhos e netos, dando-lhe beijos e abraços. “É uma sensação maravilhosa, que não sentia há muitos anos”.

As cenas de alegria multiplicam-se desde ontem, tanto na Faixa de Gaza como na Cisjordânia, que recebeu 95 dos prisioneiros libertados.

Em Jerusalém Leste, um palestiniano de 53 anos, que perdeu a visão durante o fabrico de um explosivo que levou à sua detenção, diz que “depois deste acolhimento caloroso, são esquecidos os 30 anos de sofrimento”.

Israel libertou esta terça-feira 477 palestinianos. Nos próximos dois meses, deverá libertar os restantes presos de um total de 1027 trocados pela liberdade do soldado Gilad Shalit.