Última hora

Última hora

Platini defende UEFA no "caso Sion"

Em leitura:

Platini defende UEFA no "caso Sion"

Tamanho do texto Aa Aa

Michel Platini respondeu como testemunha, em nome da UEFA, perante um tribunal na Suíça, depois do processo que o FC Sion impôs à federação europeia.
 
A UEFA excluiu o Sion da Liga Europa, por o clube suíço ter inscrito seis novos jogadores numa altura em que isso lhe estava vedado pelos regulamentos.  
 
Os processos nos tribunais civis, como este movido pelo Sion, são também proibidos pelos regulamentos do futebol, tanto da FIFA como da UEFA.
 
O porta-voz da UEFA, Alexandre Fourtoy, explica o caso: “A Liga Europa tem regras que são publicadas muito antes do início da competição: O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) faz parte dessas regras. A minha questão é simples: será que podemos jogar se não respeitarmos os regulamentos?”
  
Platini quer que o Sion abandone a queixa na justiça civil e passe o processo para o TAD, que diz ser a única entidade competente. Diz que se este tribunal der razão ao Sion, então aceita reintegrar o clube suíço na Liga Europa.