Última hora

Última hora

Grécia: Protestos e confrontos ao segundo dia de greve

Em leitura:

Grécia: Protestos e confrontos ao segundo dia de greve

Tamanho do texto Aa Aa

Um homem ferido durante protestos na Grécia morreu esta quinta-feira.

A informação é avancada pelos média gregos.

Atenas voltou a transformar-se num campo de batalha ao segundo dia de uma greve geral de 48 horas.

À margem das manifestações contra um novo pacote de austeridade, foram registados vários incidentes. Grupos de jovens atiraram pedras e “cocktails Molotov” contra agentes da polícia, que responderam com gás lacrimogéneo.

Os desfiles e a greve paralisaram o país e, sobretudo, Atenas. Os manifestantes concentraram-se em frente ao Parlamento grego, que deve dar “luz verde” ao novo pacote de austeridade.

“O que quero dizer ao governo é que não vamos deixar passar o projeto-lei tão facilmente. Vamos lutar mesmo no nosso local de trabalho. Vamos lutar para que não acabem com as convenções coletivas, o que nos faria recuar um século”, diz um manifestante.

“Vamos lutar para que a lei não seja nunca posta em prática. Com esta batalha vamos também lutar contra o que originou estas políticas”, acrescenta outro.

Esta manhã, os títulos dos jornais gregos davam eco ao descontentamento geral e consideravam a mobilização de ontem como um recorde desde o início da crise da dívida.

Um descontentamento que também se traduziu à margem das manifestações e que era ainda hoje visível nas ruas…