Última hora

Última hora

Líbia celebra o fim de Kaddafi

Em leitura:

Líbia celebra o fim de Kaddafi

Tamanho do texto Aa Aa

20 de outubro poderá muito bem vir a ser instituído como feriado nacional na Líbia.

Assim que a notícia da captura de Muammar Kaddafi foi conhecida, os líbios entraram numa erupção de alegria.

Na capital, Tripoli, tomada pelo Conselho Nacional de Transição em agosto, a população invadiu as ruas saudando o fim definitivo de 42 anos de ditadura.

Na hora de celebrar, há quem agradeça “a Alá, aos rebeldes e à NATO” por terem libertado os líbios. Outros felicitam “todos os revolucionários do 17 de fevereiro” pela libertação.

“Deus é grande” é a frase que mais se escuta pelas ruas de Tripoli, a par de “a Líbia é Livre, os líbios são livres”.

O júbilo promete durar noite dentro, sem muito tempo para pensar no futuro imediato.

A hora é de cantar, como uma menina que retoma algumas das palavras entoadas ao longo da revolução: “Dizem-me que há rebeldes há volta. Para onde queres fugir? Dizem-me que era ainda pequenina quando nos libertámos de ti”.