Última hora

Última hora

Tunísia: Observadores da UE nas eleições para a Assembleia Constituinte

Em leitura:

Tunísia: Observadores da UE nas eleições para a Assembleia Constituinte

Tamanho do texto Aa Aa

Os tunisinos vão às urnas no próximo domingo para eleger uma Assembleia Constituinte. Estas eleições ocorrem nove meses depois de Ben Ali ter abandonado o poder na sequência de uma revolta popular que pôs fim aos 23 anos do regime.

Entretanto já chegou ao país o grupo de observadores da União Europeia que irão estar atentos ao ato eleitoral.

“Foram treinados e serão enviados não só para todas as circunscrições na Tunísia, mas também em França, na Alemanha, Itália e Bélgica para observarem as eleições no estrangeiro”, disse Maria Espinosa, a responsável da equipa.

Os resultados das eleições, em que o partido islâmico Ennahda é dado como favorito, deverão ser conhecidos na segunda-feira, dia 24.

A campanha eleitoral decorreu sem incidentes de maior e Rached Ghannouchi, o presidente do partido Ennahda, advertiu durante uma conferência de imprensa que em caso de manipulação dos resultados, os seus apoiantes sairão à rua.

A assembleia constituinte terá como principal tarefa a redação de uma nova Constituição e designará um Executivo provisório para governar o país até às próximas eleições gerais.

A revolução tunisina, marcou o início da Primavera Árabe.