Última hora

Última hora

Banguecoque luta contra cheias

Em leitura:

Banguecoque luta contra cheias

Tamanho do texto Aa Aa

Submersos, os distritos do norte de Banguecoque deverão ficar aliviados da pressão aquática de que têm sido alvo nos últimos tempos. Mas são as zonas mais a sul que vão sofrer as consequências.

Face à ameaça de rutura das barreiras de proteção, o governo decidiu abrir diques e fazer escoar as águas para o mar através de canais.

“Vamos fazer o melhor para salvar a parte mais importante da cidade, mas claro, Banguecoque está em baixo, a baixa altitude, por isso é o destino da água na drenagem para o oceano”, refere a primeira-ministra tailandesa, Yingluck Shinawatra.

As autoridades aconselharam os habitantes a colocar os bens em zonas altas. Os residentes informados fazem o que podem para proteger os haveres.

“O governo anunciou que hoje ou amanhã o nível de água vai aumentar, talvez vá duplicar, por isso temos que tentar proteger a casa”, diz um residente da capital.

A economia do país já sofreu vários danos. Estima-se que apenas no setor industrial, as piores cheias em meio século já provocaram prejuízos na ordem dos 3 mil milhões de euros.

As previsões meteorológicas apontam para mais chuva a partir do início da próxima semana.