Última hora

Última hora

CNT proclama "libertação total" da Líbia

Em leitura:

CNT proclama "libertação total" da Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Bengasi, o berço da revolução líbia, foi o local escolhido para proclamar a “libertação total” do país. A cerimónia marca o fim de oito meses de guerra civil e assinala oficialmente a passagem para uma era pós-Kadhafi.

Na primeira linha, o líder do Conselho Nacional de Transição, Mustafa Abdel Jalil. O chefe do executivo do CNT, Mahmoud Jibril, não se deslocou a Bengasi e confirmou a sua demissão do cargo.

Milhares de pessoas reuniram-se para celebrar o fim de 42 anos de ditadura e partilhar as esperanças de uma transição para a democracia.

A cerimónia abre caminho à formação de um governo transitório encarregado de organizar eleições para uma assembleia constituinte. Depois deve ser redigida a Constituição e realizadas eleições gerais.

Um dia de festa e de união. Mas as promessas de uma nova Líbia enfrentam agora muitos desafios, como a reconstrução do país, a reconciliação de grupos rivais e a partilha do poder.