Última hora

Última hora

Turquia: ajuda chega a Güvençli três dias depois do sismo

Em leitura:

Turquia: ajuda chega a Güvençli três dias depois do sismo

Tamanho do texto Aa Aa

Na pequena aldeia de Güvençli, 25 quilómetros a norte da cidade de Van, nada resistiu ao tremor de terra de domingo.

A aldeia foi literalmente arrasada. As 150 casas ficaram por terra. Uma quinzena de pessoas perdeu a vida e os que sobreviveram circulam agora entre os escombros à espera da ajuda humanitária, que tarda em chegar.

“Todas as casas ficaram destruídas. Tivemos dois mortos e três feridos na família. Há três dias e três noites que dormimos na rua. Ninguém tem água nem pão para comer. Temos bebés e não temos comida para as crianças… estamos numa situação muito difícil”, afirma uma anciã.

O primeiro camião com cobertores e alguns mantimentos chegou nas últimas horas, mas a ajuda não chega para todos e os adultos decidem pôr as crianças em frente às câmaras:

“Precisamos de tudo. Precisamos de tendas e roupas”, afirma um rapaz para quem só não é precisa a escola..

Numa povoação onde a vida quatidiana perdeu todo o sentido, a sobrevivência só pode vir do exterior.O repórter da euronews está entre os primeiros forasteiros que apareceram em Güvençli depois do sismo:

“De toda a Turquia a ajuda está a ser canalizada para a área do terramoto, mas o facto de estar a ser distribuída tão tardiamente preocupa as pessoas”.