Última hora

Última hora

Ancara criticada por assistência deficiente a zona devastada por sismo

Em leitura:

Ancara criticada por assistência deficiente a zona devastada por sismo

Tamanho do texto Aa Aa

No Leste da Turquia, continuam as operações para tentar encontrar sobreviventes entre a destruição provocada pelo sismo de domingo. O último balanço oficial aponta para 459 mortos, mas centenas de pessoas continuam desaparecidas. O terramoto de magnitude 7.2 na escala de Richter destruiu mais de 2200 edifícios na província de Van.

Entre os milhares de desalojados, muitos criticam o governo pela falta de tendas suficientes ou lentidão na assistência à região, maioritariamente ocupada pela minoria curda.

Um sobrevivente explica que “‘e impossível aquecer-se numa tenda. Não existem cobertores suficientes; há um para cada dez pessoas. Há idosos que estão a adoecer com as baixas temperaturas, e também crianças. Não há uma organização adequada para a distribuição das ajudas”.

O desespero começa a alastrar-se entre os desalojados, assistindo-se a cenas como a protagonizada ontem por uma multidão de cerca de 200 pessoas na cidade de Van, que se envolveram em confrontos durante a distribuição de tendas do Crescente Vermelho.

Para amanhã, está prevista a queda de neve na região.