Última hora

Última hora

Governo turco aceita ajuda internacional para as vítimas do sismo

Em leitura:

Governo turco aceita ajuda internacional para as vítimas do sismo

Tamanho do texto Aa Aa

A descoberta de sobreviventes continua a encorajar as buscas das equipas de resgate nos escombros do terramoto do fim-de-semana passado na Turquia.

Já hoje foi resgatada com vida uma jovem professora de 27 anos, na cidade de Erçis, a mais atingida pelo sismo. Os socorristas têm trabalhado noite e dia, mas este tipo de quase “milagres” são cada vez mais improváveis.

O balanço das vítimas sobe todos os dias. Eleva-se já a mais de 460 mortos e 1350 feridos e teme-se que aumente significativamente à medida que os escombros forem sendo removidos.

A ajuda humanitária tem chegado a conta-gotas às zonas sinistradas. O próprio ministro reconheceu já hoje que tem havido problemas. Há famílias inteiras que ainda não receberam ajuda:

“Tenho cinco filhos. Temos estado à espera debaixo de chuva. Há dois dias que tento ter uma tenda. Ontem de manhã estive aqui das nove ao meio-dia e não consegui chegar lá à frente. Estou aqui hoje outra vez e não sei quando chegará a minha vez”.

O governo turco, que no início tinha recusado apoio internacional, está agora disposto a aceitar a ajuda de 30 países e também de Israel, apesar da tensão diplomática entre os dois estados.