Última hora

Última hora

Estabilidade da zona euro: Passos Coelho e troika otimistas

Em leitura:

Estabilidade da zona euro: Passos Coelho e troika otimistas

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de governo português acredita que Lisboa vai beneficiar com o acordo alcançado em Bruxelas.

Para Pedro Passos Coelho, as respostas dadas à crise grega descartam a necessidade de um segundo pacote de ajuda.

Confiantes na estabilidade dos 17 estão também vários líderes europeus:

“Quando apresentei na Comissão, há duas semanas, um plano de estabilidade e crescimento a pedir medidas em cinco áreas essenciais, deixei claro que a Europa precisava de dar uma resposta forte à crise da dívida soberana e creio que agora temos uma base sólida para seguir em frente” afirma Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia.

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, sustenta que “existe um envolvimento sólido do setor privado na Grécia, um programa de recapitalização da banca acordado pelos membros da União Europeia e, ainda, o reforço do Fundo Europeu de Estabilização Financeira que vai contribuir para reforçar as defesas da Europa. A somar a tudo isso, existe um consenso político para uma aproximação coesiva e uma melhor integração fiscal e económica. O que é ótimo.”

O, ainda, presidente do Banco Central Europeu. Jean-Claude Trichet, defende a implementação das medidas “o quanto antes” para que possam surtir efeito. Mas, lembra, que o mais importante é “o nível de confiança.”