Última hora

Última hora

Tailândia parcialmente paralisada pelas inundações

Em leitura:

Tailândia parcialmente paralisada pelas inundações

Tamanho do texto Aa Aa

Impotentes face à subida das águas os habitantes da capital da Tailândia estão a abandonar a cidade.

Os diques que protegem a cidade ameaçam ceder; o governo decretou cinco dias feriados a partir de hoje para que as populações possam refugiar-se no sul do país enquanto esperam que a água que inunda Baguecoque volte ao leito dos rios.

Os mais jovens nunca viram uma situação como esta: “Isto deveria estar melhor uma semana depois de a água ter inundado a cidade, mas não está. Os níveis continuam a subir e estão a dizer-nos que vem aí mais água, por isso vou-me embora”, explica um jovem.

As estações de comboio e os aeroportos estão a ser invadidos por milhares de pessoas que tentam partir em direção às estâncias balneares do sul.

Estas são as piores inudações das últimas cinco décadas na Tailândia. Desde meados de Julho já morreram 370 pessoas. As províncias industriais do norte e do centro são as mais afetadas e são as águas vindas do norte que ameaçam agora a capital.

Segunda a primeira-ministra, a cidade poderá ficar inundada durante um mês.