Última hora

Última hora

Os animais e a escola

Em leitura:

Os animais e a escola

Tamanho do texto Aa Aa

“Thabo”, um cão na sala de aula

Que reação provoca a presença de um cão na sala de aula?

Poderá ser uma experiência divertida, mas também perturbadora, ou na pior das hipóteses um foco de distração. Não é esse o caso da escola de Schwarzenbach, próxima de Lucerna, nos Alpes Suíços. O projeto provou resultados positivos no processo de aprendizagem.

Alexandra Wolf, professora e terapeuta: “Estudos recentes mostraram que quando uma criança brinca com um cão ou o acaricia, o cérebro produz uma hormona conhecida como oxitocina. Isso explica uma maior tranquilidade, mais autocontrolo.”

Lições no Jardim Zoológico

Uma visita ao zoo poder-se transformar numa experiência surpreendente e instrutiva. É pelo menos isso que tenta o Jardim Zoológico de Singapura, que incluiu no itinerário vários programas educativos baseados na interatividade.

May Lok, diretora do Programa Educativo: “Aqui pode-se aprender de tudo. As medidas, matemática, mandarim, todas as disciplinas, incluindo arte da vida selvagem e artes do palco. O jardim zoológico desempenha um papel muito importante porque acaba por envolver as crianças com a ajuda dos animais. Os alunos ficam mais motivados e aprendem sem dar conta, de forma natural.”

Um centro equestre com propriedades terapêuticas

Na Irlanda, são muitos os que acreditam na capacidade dos cavalos para ajudar as crianças com problemas comportamentais.

Tory Hill é uma quinta nos arredores de Limerick. É um centro terapêutico para jovens com problemas que abandonaram a escola. A reinserção social começa com a ajuda dos cavalos.