Última hora

Última hora

Austrália preocupada com crise na Qantas

Em leitura:

Austrália preocupada com crise na Qantas

Tamanho do texto Aa Aa

O braço-de-ferro entre a transportadora aérea Qantas e os sindicatos afetou cerca de 70 mil passageiros e 600 passageiro em todo mundo este fim de semana.

A primeira-ministra australiana Julia Gillard demonstrou inquietação pela crise na companhia nacional australiana e alertou para eventuais consequências na economia do país. “A rápida escalada deste conflito, que é um conflito industrial, pode ter sérias repercussões na economia do país”, referiu a chefe de governo à margem da uma cimeira da “Commonwealth” em Perth, no qual participam alguns representantes com bilhete de regresso para domingo, justamente na Quantas.

Nos aeroportos, as filas acumulam-se agora nas transportadoras rivais. “É de facto muito mau. Sou orgulhosamente australiana mas isto deixa mesmo um sabor muito amargo na boca. Muitas pessoas dizem: nunca mais voar Quantas outra vez”, diz uma passageira. “Isto é mesmo irritante para mim, é uma verdadeira chatice. Mas eu apoio os empregados porque acho que estamos a perder a nossa companhia aérea”, refere outra.

Este é o pior conflito na transportadora desde 2008, ano em que uma disputa laboral custou 100 milhões de euros.