Última hora

Última hora

Tensão aumenta na Faixa de Gaza

Em leitura:

Tensão aumenta na Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Desde sábado que se regista um escalar de violência entre Israel e a Palestina. 24 horas de ataques na Faixa de Gaza resultaram na morte de 12 palestinianos.

Israel e o movimento da Jihad Islâmica alcançaram um acordo de cessar-fogo, acordo que, segundo os islamitas, pode terminar caso Israel não cumpra o acordado.

“Estamos prontos e temos capacidade para fazer com que centenas de milhares de israelitas recolham aos abrigos, como aconteceu há dois dias. Isto acontecerá de novo caso Israel insista em quebrar as tréguas como fez na última noite e que resultou em três mártires,” afiançou o porta-voz da Jihad, Abu Ahmad.

Em visita à cidade de Ashkelon, que este fim de semana foi alvo de ataques por parte dos palestinianos, o presidente do comité parlamentar para a defesa e negócios estrangeiros, Shaul Mofaz, defendeu que a resposta de Israel deve ser pesada. “Israel tem de desferir um golpe decisivo, determinado e firme às organizações como a Jihad e o Hamas na Faixa de Gaza. Assim conseguimos impedir que continuem a atirar e a ferir os cidadãos do Estado de Israel.”

Um dos 30 morteiros que atingiram, sábado, Ashkelon matou um israelita. O ataque levou à retaliação por parte de Israel.

A violência emergiu depois de semanas de aparente calma, resultante da troca de prisioneiros, a 18 de Outubro.