Última hora

Última hora

EUA suspendem fundos à UNESCO depois da adesão da Palestina

Em leitura:

EUA suspendem fundos à UNESCO depois da adesão da Palestina

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos suspenderam a atribuição de fundos à UNESCO, depois de a organização ter admitido a Palestina como membro de pleno direito.

Na sequência da decisão do grande aliado de Israel, o Canadá disse que vai também avaliar a sua participação.

Em Ramallah, na Cisjordânia, um analista político diz que a adesão à UNESCO “é basicamente uma vitória moral. Não tem implicações políticas. Não vai libertar a Palestina, mas vai colocá-la no mapa e o mais importante é que cria uma fissura entre os países europeus e os Estados Unidos”.

O anúncio da suspensão, em Novembro, do pagamento de 60 milhões de dólares à Unesco foi feito pela porta-voz da Casa Branca. Victoria Nuland defendeu que “o mais preocupante é que nada muda no terreno para os palestinianos. A vida não melhora como resultado do que aconteceu na UNESCO”.

A Autoridade Palestiniana foi admitida ontem em Paris como membro de pleno direito da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura com 107 votos a favor, 52 abstenções e 14 votos contra. Mahmud Abbas agradeceu aos países membros que apoiaram a Palestina.