Última hora

Última hora

Pré-candidato republicano rejeita acusações de assédio sexual

Em leitura:

Pré-candidato republicano rejeita acusações de assédio sexual

Tamanho do texto Aa Aa

O pré-candidato republicano às eleições presidenciais de 2012 nos Estados Unidos, Herman Cain, defendeu-se das acusações de assédio sexual que ameaçam a sua popularidade.

O site Politico revelou que Cain foi acusado nos anos 90 por duas funcionárias da Associação Nacional de Restaurantes, que dirigia na época.

O pré-candidato sublinhou que não tem “qualquer ideia sobre a fonte desta ‘caça às bruxas’, mas é disso que se trata”.

A dois meses das primárias, a polémica pode ameaçar o surpreendente favoritismo de Cain na corrida à nomeação republicana.

A analista política Kasie Hunt diz que “as pessoas ainda não estão a dar atenção à corrida presidencial e se esta for a primeira grande história que ouvem sobre Cain, ele poderá encontrar dificuldades”.

Segundo o site Politico, o caso nunca chegou aos tribunais graças a um acordo extrajudicial entre a Associação que Cain dirigia e as queixosas. O republicano diz que as denúncias não tinham fundamento.