Última hora

Última hora

Justiça britânica aceita pedido sueco para extraditar Assange

Em leitura:

Justiça britânica aceita pedido sueco para extraditar Assange

Tamanho do texto Aa Aa

Julian Assange deve ser extraditado para a Suécia. Esta foi a decisão do Supremo Tribunal britânico ao fim de 11 meses de batalha jurídica. A justiça sueca pretende interrogar o fundador da Wikileaks que foi acusado por duas mulheres de violação e de tentativa de violação.

“Eu não fui acusado de nenhum crime em nenhum país. No entanto, o mandado de detenção europeu é tão restritivo que impede os tribunais britânicos de terem em consideração os factos de um caso, como os juízes tornaram hoje claro. Nos próximos dias vamos decidir qual será o nosso próximo passo” – declarou o australiano de 40 anos à saída do tribunal em Londres.

Julian Assange tem agora duas semanas para apresentar recurso. Mas apesar de ainda ter esta possibilidade, o advogado das queixosas, Claes Borgstrom, está confiante: “Assange pode recorrer da decisão do Supremo Tribunal na Grã-Bretanha, e depois vamos ter de esperar um mês, talvez dois meses, mas tenho a certeza que no final ele vai ser extraditado para a Suécia.”

Julien Assange tornou-se conhecido do grande público depois do seu site Wikileaks publicar em 2010 milhares de documentos confidenciais americanos, nomeadamente telegramas diplomáticos e relatórios sobre as guerras no Iraque e no Afeganistão.