Última hora

Última hora

Líbia: Ban Ki-moon realiza visita inesperada

Em leitura:

Líbia: Ban Ki-moon realiza visita inesperada

Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas estão preocupadas com arsenal químico e com os materiais nucleares que estavam na posse do regime de Kadhafi. De visita à Líbia esta quarta-feira, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, explicou que vai enviar peritos para o país. O novo governo da Líbia tem de garantir que este material não cai em mãos erradas. Ban recordou que o antigo regime tinha declarado às agências da ONU competentes os seus stocks.

Na última década Muammar Kadhafi renunciou aos programas de armas nucleares e químicas para se aproximar do Ocidente. Mas manteve material nuclear para fins de investigação e é possível que tenha escondido armas químicas. O secretário-geral da ONU também ofereceu ajuda para a realização de eleições e para a elaboração de uma constituição.

Entretanto, em Nova Iorque, o procurador do Tribunal Pena Internacional (TPI), Luis Moreno-Ocampo, declarou que o TPI está a negociar uma eventual rendição do filho de Kadhafi, Saif al-Islam. O advogado argentino disse também estar na posse de informações que dão conta de que um grupo de mercenários estará a tentar facilitar a fuga de Saif al-Islam da Líbia.