Última hora

Última hora

Altermundialistas "invadem" Riviera francesa

Em leitura:

Altermundialistas "invadem" Riviera francesa

Tamanho do texto Aa Aa

Com o acesso vedado a Cannes, os altermundialistas reúnem-se nas localidades vizinhas.

Na terça-feira, milhares manifestaram-se em Nice, contra o sistema financeiro mundial; hoje são várias centenas a desfilar no Cap d’Ail para protestarem contra os paraísos fiscais.

E a escolha do Cap d’Ail não é inocente. Trata-se de uma estância balnear na fronteira entre a França e o principado do Mónaco, estado onde o sistema fiscal é bastante permissivo.

artigos relacionados:
 
Resistência da Zona Euro à crise depende de maior credibilidade dos governos
Referendo en Grecia: la calle o la UE
Cimeira para salvar o euro

Em Cannes nem os residentes têm direito a uma vida normal. Acima dos doze anos todos têm que ter um cartão que os autoriza a circular nas ruas. Lojas e restaurantes estão encerrados, no porto não há qualquer atividade e mesmo o espaço aéreo está bloqueado.

As medidas de segurança são impressionantes. Mais de 12 mil polícias e forças de elite foram mobilizadas.

Até a meteorologia contribui para adensar este cenário habitualmente de cinema e de glamour. As previsões apontam para um céu de Cannes coberto de nuvens negras.