Última hora

Última hora

Sarkozy e Merkel advertem que referendo grego influenciará manutenção na Zona Euro

Em leitura:

Sarkozy e Merkel advertem que referendo grego influenciará manutenção na Zona Euro

Tamanho do texto Aa Aa

Nicolas Sarkozy e Angela Merkel deixaram um aviso claro a Georges Papandreou: a estabilidade da Zona Euro é primordial e a Grécia deve honrar os compromissos para permanecer no espaço da moeda única.

O presidente francês e a chanceler alemã receberam o primeiro-ministro grego na véspera da cimeira do G20 para pedir explicações sobre o referendo ao plano europeu de resgate anunciado por Papandreou.

Sarkozy frisou que Atenas “não poderá receber dos europeus e do FMI a sexta fatia do programa de ajudas à Grécia, enquanto não adotar a totalidade dos pontos acordados a 27 de Outubro e enquanto todas as incertezas sobre o resultado do referendo não forem dissipadas”.

Sarkozy e Merkel frisaram tanto a Papandreou como ao eleitorado grego, que o referendo não é apenas sobre o plano europeu de resgate, mas sobretudo sobre a vontade da Grécia de se manter ou não na Zona Euro.

Merkel acrescentou que “o Euro como um todo deve manter-se estável e forte. Preferimos fazê-lo com a Grécia, do que sem ela, mas a tarefa de preservar o Euro como moeda forte é a mais importante”.

Em paralelo com a conferência de imprensa em Cannes, a diretora do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, frisou através de um comunicado publicado em Washington que a decisão sobre o próximo empréstimo a Atenas dependerá do resultado do referendo grego.