Última hora

Última hora

Merkel prevê uma década para ultrapassar crise europeia

Em leitura:

Merkel prevê uma década para ultrapassar crise europeia

Tamanho do texto Aa Aa

A chanceler alemã diz que será preciso uma década para a zona euro melhorar a saúde financeira.
 
No rescaldo da cimeira dos G20, Angela Merkel lembrou que há muito trabalho a fazer para ultrapassar a crise da dívida e que “quase todos os países gastaram mais do que ganharam.”
 
O encontro dos líderes das 20 maiores economias do mundo terminou sem progressos em relação ao reforço financeiro do Fundo Monetário Internacional.
 
Mas uma coisa ficou clara. Além da crise grega, a grande preocupação do momento prende-se com Itália. 
 
Sílvio Berlusconi não queria o FMI no país, mas acabou por aceitar a monitorização.
 
O primeiro-ministro italiano anunciou que pretende pedir o voto de confiança do Senado, para aprovar rapidamente as novas medidas anticrise. Mas o Governo está por um fio e acredita-se que Berlusconi perdeu a maioria.
 
Perante o cenário periclitante, o presidente Giorgio Napolitano apelou ao consenso político: “É indispensável uma aproximação entre campos políticos opostos para reabrir a Itália a uma perspetiva de desenvolvimento e para devolver ao país o papel e o prestígio merecido.”
 
Os apelos à concertação não convencem o Partido Democrático, que convocou um protesto exigindo a renuncia de Berlusconi e eleições antecipadas.
 
O primeiro-ministro ignora as vozes dissonantes e diz que não se demite.