Última hora

Em leitura:

Grécia: Oposição admite governo de coligação sem Papandreou


Grécia

Grécia: Oposição admite governo de coligação sem Papandreou

O líder da oposição na Grécia, Antonis Samaras, admitiu, hoje, participar num governo de unidade nacional com o PASOK, o partido do governo.

Este cenário só será possível se o atual primeiro-ministro, George Papandreou, renunciar ao cargo.

Samaras, à saída de um encontro com Presidente da República, Carolos Papulias, afirmou que a Nova Democracia está pronta a ajudar o país e que o primeiro-ministro está a adiar qualquer tipo de solução, mantendo-se chefe do governo.

“Papandreou ainda não decidiu o que quer fazer e por isso está a bloquear qualquer solução. Enquanto não se demitir ele está a bloquear a constituição. Estou determinado a ajudar. Se Papandreou se demitir tudo seguirá o seu curso,” garantiu Samaras.

O porta-voz do governo, Ilias Mosialos, garantiu que estão a decorrer discussões informais para a constituição da nova equipa governamental entre a maioria socialista e a oposição conservadora.

Mosialos disse ainda que caso se alcance um acordo, Papandreou, poderá renunciar ao cargo para permitir à nova equipa ganhar a confiança do Parlamento.

Os ministros das Finanças da Zona Euro reúnem-se na segunda-feira em Bruxelas.

O grupo deve colocar pressão sobre Atenas para ratificar o plano anticrise com que se comprometeu.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Peres admite ataque ao Irão