Última hora

Última hora

ETA: 105 anos de prisão para "Txapote"

Em leitura:

ETA: 105 anos de prisão para "Txapote"

Tamanho do texto Aa Aa

Um dos mais conhecidos “etarras” de sempre foi condenado a 105 anos de prisão, uma das penas mais pesadas alguma vez pronunciadas em Espanha.

Javier Garcia Gaztelu, mais conhecido como “Txapote”, antigo chefe máximo militar da ETA, ouviu a sentença do tribunal cerca de um mês depois do decretado fim da violência por parte do grupo terrorista, mas segundo a lei espanhola nunca vai poder cumprir mais de 40 anos de cadeia.

“Txapote” foi agora condenado pelo atentado à bomba que matou em Vitória, em 2000, o deputado regional Fernando Buessa e um guarda-costas.

Foi preso em França em 2001 e entregue à justiça espanhola seis anos mais tarde, depois de quatro condenações à revelia, incluindo pela morte do vereador Miguel Ángel Blanco, em 1997, que na altura causou uma onda de repúdio à ETA que varreu todo o país.