Última hora

Última hora

Cain: "Não vou abandonar a corrida à presidência!"

Em leitura:

Cain: "Não vou abandonar a corrida à presidência!"

Tamanho do texto Aa Aa

Esta foi a mensagem clara deixada pelo candidato presidencial norte-americano Herman Cain na sequência das alegações de assédio sexual que têm marcado a sua campanha.

Até ao momento quatro mulheres acusam-no de assédio sexual.

“É claro que não me importo de passar pelo detetor de mentiras. Em segundo lugar, acredito que o caráter e integridade de um candidato presidencial devem ser examinados através de fatos e não acusações”, disse Cain.

As mais recentes acusações foram avançadas por Sharon Bialek, uma mulher de Chicago que acusa Cain de assédio sexual num caso que remonta a 1997.

Num outro caso, uma outra mulher que na semana passada acusou Cain de assédio sexual acaba de se identificar. Trata-se de Karen Kraushaar, porta-voz do Departamento do Tesouro.

Herman Cain tem vindo a ganhar terreno nas últimas semanas e é visto agora como o principal adversário de Mitt Romney na corrida à candidatura pelo partido Republicano.