Última hora

Última hora

Confrontos continuam a matar dezenas de sírios por dia

Em leitura:

Confrontos continuam a matar dezenas de sírios por dia

Tamanho do texto Aa Aa

Mais 12 civis foram mortos nos violentos confrontos na Síria, seis deles, em Damasco. As imagens foram gravadas por um telemóvel e mostram uma parte do que se passou. Cinco pessoas foram mortalmente atingidas pelas forças de segurança durante o funeral de uma vítima de anteriores represálias do regime de Bashar al-Assad.

As informações foram divulgadas pelo Observatório dos Direitos Humanos, OSDH, que adianta que estas não são as únicas vítimas das balas do agentes de segurança, péos ocorrem muitas manifestações em diferentes zonas do país, como em Deraa, no sul, ou em Homs, no centro.

Terça, outros doze civis morreram. Mas os militares também sofreram oito baixas.

Uma delegação de intelectuais sírios foi impedida de entrar na sede da Liga Árabe no Cairo, onde ia decorrer uma reunião sobre a Síria. Desta vez, a violência resumiu-se a alguns ovos e pedras.

Um dos provocadores explica porquê:

“Os manifestantes acreditam que a oposição interna está a negociar com o regime e a prolongar-lhe a sobrevivência – com um alto custo de sangue na Síria – e estão a tentar parar esse diálogo. Os manifestantes também solicitam que o caso da Síria seja analisado pelas Nações Unidas e pedem proteção internacional”.

Um dos membros da delegação explicou uma posição completamentew diferente: “primeiro é preciso acabar com as mortes e, depois, discutir os passos a dar com a Liga Árabe”.

Estes últimos oito meses de violência já fizeram mais de 3500 mortos sírios, segundo a ONU.