Última hora

Última hora

"Multicóptero": uma nova forma de voar

Em leitura:

"Multicóptero": uma nova forma de voar

Tamanho do texto Aa Aa

Um estranho objeto voador poderá tornar-se num dos meios de transporte do futuro. O “multicóptero” foi concebido em Karlsruhe, no sul da Alemanha.

O primeiro voo do aparelho durou um minuto e trinta segundos. O engenho elétrico pilotado, descola na vertical, e possui dezasseis propulsores.

O inventor garante que o “multicóptero” é mais seguro que os tradicionais helicópteros.

“Cuidámos bastante da segurança. O engenho tem um elevado número de componentes. Se um dos sistemas se avaria, um propulsor, um motor, há outros componentes que mantêm o aparelho no ar”, afirma Stephan Wolf.

Um computador assegura o controlo direcional e a velocidade de rotação necessária para pilotar o aparelho. O “multicóptero” recorre a baterias de lítio. A autonomia de voo é de 30 minutos.

O inventor trabalha agora numa nova versão que poderá voar durante mais tempo e afirma que o projeto tem suscitado muito interesse.

“O ‘multicóptero’ pode ser usado como um táxi aéreo. Na verdade, já recebemos pedidos. Um pescador da Dinamarca quer sobrevoar os viveiros de peixe porque é muito complicado usar um barco. Houve ainda outra ideia um pouco louca. Durante o mundial de futebol no Qatar em 2022, poderíamos transportar as pessoas para os estádios com táxis aéreos”, sugere Stephan Wolf.

Em situações de emergência, o passageiro pode recorrer a um paraquedas, já que os propulsores estão debaixo dos pés, ao contrário do que acontece com o helicóptero tradicional.