Última hora

Última hora

Damasco recorre a minas para controlar fronteiras

Em leitura:

Damasco recorre a minas para controlar fronteiras

Tamanho do texto Aa Aa

O regime sírio aposta nas minas para acabar com entradas e saídas não autorizadas do país e também impedir contrabando. Esta sexta-feira, na fronteira com o Líbano, pelo menos uma pessoa ficou ferida quando tentava sair da Síria.

A preocupação das autoridades será a entrada de armas no país. Mas a fronteira é também um dos principais pontos de passagem de milhares de refugiados que tentam escapar à convulsão social do país que já dura há oito meses.

De dia para dia aumenta o número de vítimas da repressão das autoridades contra os protestos populares e da resposta de grupos armados, onde militam soldados que abandonaram as fileiras das forças armadas.

O regime de Bashar al-Assad cumpriu o acordo estabelecido com a Liga Árabe há nove dias para avançar para a resolução pacífica de uma crise que cada vez mais se assemelha a uma guerra civil.

Desde o compromisso, só na cidade Homs, terão morrido 109 pessoas de um total de mais de 3500 mortos desde o início da crise.

A Liga Árabe reúne-se de emergência este Sábado.