Última hora

Última hora

Turquia diz que sequestrador é militante do PKK

Em leitura:

Turquia diz que sequestrador é militante do PKK

Tamanho do texto Aa Aa

O homem que sequestrou um ferry no noroeste da Turquia foi abatido a tiro pelas forças de segurança.

Segundo as autoridades, o sequestrador tem ligações ao PKK, Partido dos Trabalhadores do Curdistão.

O barco foi desviado durante 12 horas, sem que tenha sido feita qualquer reivindicação política. A bordo seguiam 24 pessoas.

Passageiros e tripulação garantem ter ajudado as forças de elite a controlar o sequestrador.

“ As forças de segurança contactaram-nos por telefone e os nossos amigos abriram as portas que pudessem entrar. Depois subiram. Havia pelo menos 15 comandos” afirma um homem.

Outro acrescenta: “ele tentou manter-nos na parte superior do barco, mas descemos sem que se apercebesse. Quando os comandos chegaram, não demoraram mais de 10 minutos a imobilizá-lo.”

O ferry que foi desviado esta sexta-feira no Golfo de Izmit, no Mar de Marmara.

A cerca de 120 quilómetros fica situada a ilha de Imrali, onde se encontra detido o líder histórico do PKK, Abdullah Ocalan. Numa primeira fase, Ancara admitiu que sequestrador pretendia aproximar-se desta ilha.