Última hora

Última hora

Indignados na sombra das legislativas em Espanha

Em leitura:

Indignados na sombra das legislativas em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

A uma semana das eleições legislativas em Espanha, os indignados voltaram à rua para pedir um novo modelo político, social e económico.

A manifestação convocada pelo movimento 15 de Maio, em Madrid, visa apresentar aquilo a que chama de “programa eleitoral dos cidadãos,” numa altura em que o país se prepara para virar à direita.

As últimas sondagens dão como certa a vitória de Mariano Rajoy, candidato do Partido Popular à presidência do governo espanhol. Resta saber, se o PP vai ou não conseguir a maioria absoluta.

Os analistas acreditam que a política de austeridade seguida pelo partido no poder vai penalizar o candidato socialista, Alfredo Perez Rubalcaba.

A crise económica e o desemprego estão a dominar a campanha eleitoral. O país conta com cinco milhões de desempregados, um número que os candidatos querem contrariar.

A oito dias das eleições, queimam-se os últimos cartuchos. O crescimento da economia e a criação de empregos são algumas das promessas feitas candidato do PP que se compromete, ao mesmo tempo, a não cortar nas pensões.

A proposta económica do até agora “número dois” do governo espanhol assenta no equilíbrio das contas públicas e na criação de emprego.