Última hora

Última hora

Alemanha: Grupo de extrema-direita põe o país em estado de choque

Em leitura:

Alemanha: Grupo de extrema-direita põe o país em estado de choque

Tamanho do texto Aa Aa

Os alemães estão em estado de choque após a descoberta de um grupo de extrema-direita envolvido na morte de dez pessoas.

Os investigadores vão agora concentrar-se em descobrir se o grupo, autodenominado Nacionais Socialistas Clandestinos, agia de forma isolada ou estava inserido numa rede mais ampla.

“Ao longo de uma década foram assassinadas pessoas de ascendência imigrante – estamos a falar de cerca de 100 pessoas mortas pela extrema-direita desde a reunificação. Se compararmos isto com as discussões sobre a extrema-esquerda, surgem perguntas que têm de ser respondidas agora”, disse um dirigente do Partido Verde alemão.

Os procuradores federais suspeitam que o grupo tenha assassinado uma polícia alemã, oito pessoas de origem turca e um cidadão grego na última década.

“A investigação tem de ser feita de uma forma muito precisa. São descobertas aterradoras e espero que a investigação termine em breve para compreendermos mais profundamente”, sublinhou a Chanceler Angela Merkel.

Um homem de 37 anos detido no domingo, terá ajudado três membros do grupo. Dois deles suicidaram-se e o terceiro entregou-se às autoridades.