Última hora

Última hora

Cimeira da APEC termina sem a tradicional camisa havaiana devido à crise

Em leitura:

Cimeira da APEC termina sem a tradicional camisa havaiana devido à crise

Tamanho do texto Aa Aa

Foi sem a tradicional camisa havaiana que os líderes dos países asiáticos e do Pacífico concluíram a cimeira da APEC, em Honolulu.

Um gesto simbólico de rigor em tempos de crise, que foi precedido de uma série de medidas com vista a lutar contra as incertezas da economia global.

A cimeira do Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico, que conta com 21 membros, ficou também marcada pelo debate sobre o valor da moeda chinesa.

Barack Obama referiu em conferência de imprensa que “o problema é que há um grupo de exportadores na China que gostam do sistema como ele é e é difícil fazer mudanças politicamente. Mas os Estados Unidos e outros países consideram, e há que os compreender, que já chega.”

Graças ao apoio de Stephen Harper, o primeiro-ministro canadiano, Obama conseguiu ver o seu projeto de criação da maior zona de comércio livre do mundo assumir outras proporções

Para além do Canadá, também o México e o Japão decidiram apoiar o projeto chamado “Parceria Transpacífico” que abrange um total de 800 mil consumidores e que representa cerca de 40% da economia global.