Última hora

Última hora

Mercados invertem tendência da abertura e seguem no vermelho

Em leitura:

Mercados invertem tendência da abertura e seguem no vermelho

Tamanho do texto Aa Aa

A reação positiva dos mercados europeus à mudança de liderança política em Itália não durou muito tempo.
 
As bolsas de Paris e Frankfurt registaram ganhos superiores a meio por cento no início da sessão. Milão subia 1,64%. No entanto uma hora e meia depois os mercados inverteram a tendência e negociavam no vermelho.
 
O presidente Giorgio Napolitano nunca escondeu o desejo de designar Mario Monti novo chefe de governo este domingo para tentar acalmar os mercados neste início de semana.
 
O respeitado economista e ex-comissário europeu foi encarregado de formar governo pelo Presidente da República de Itália ao final de um longo dia de consultas para assegurar um consenso e uma maioria parlamentar ao novo executivo liderado por Monti.
 
Berlusconi, que nos últimos dez anos passou oito no cargo de primeiro-ministro, viu-se forçado a abandonar o executivo, mas mantém o cargo de deputado que lhe confere imunidade face aos vários processos que enfrenta na Justiça. A sua demissão foi efusivamente celebrada pela noite dentro no exterior do Palácio Presidencial.