Última hora

Última hora

Ativistas nova-iorquinos tentam prosseguir a luta anticapitalista

Em leitura:

Ativistas nova-iorquinos tentam prosseguir a luta anticapitalista

Tamanho do texto Aa Aa

Os ativistas do movimento Occupy Wall Street juntaram-se na manhã de terça-feira noutro ponto de Manhattan depois de serem expulsos do local que ocupavam há dois meses. Foi na esquina da 6ª Avenida com a Canal Street que cerca de 300 manifestantes realizaram uma pequena assembleia, com o desalento estampado nos rostos.

A polícia de Nova Iorque atuou durante a madrugada de segunda para terça-feira. Há relatos que falam de centena e meia de detenções. O presidente da câmara de Nova Iorque alegou questões de segurança e de higiene. Para Michael Bloomberg, “os manifestantes tiveram dois meses para ocupar o parque com tendas e sacos-camas. Agora vão poder ocupar o espaço com o poder dos seus argumentos.”

O edil não se opõe a novas manifestações mas as tendas estão doravante proibidas. Durante a ocupação houve relatos de delitos sexuais, roubos e tráfico de droga no Parque Zuccotti. Os ativistas reclamam uma repartição justa dos lucros da alta-finança.