Última hora

Última hora

Líder da oposição síria quer "capacetes azuis"

Em leitura:

Líder da oposição síria quer "capacetes azuis"

Tamanho do texto Aa Aa

O líder da oposição síria no exterior quer uma força das Nações Unidas na Síria para defender os civis da repressão do regime de Bashar al-Assad.

Burhan Galion esteve em Moscovo para pedir ajuda no afastamento do presidente sírio do poder, mas o máximo que conseguiu foi um apelo ao diálogo por parte do Kremlin.

“Vamos continuar a discutir com os nossos irmãos russos para chegar a um acordo e fazer sair a Síria deste problema colocando a hipótese das negociações à frente de todas as outras”, referiu Galion.

A visita de Burhan Galion a Moscovo acontece depois de um dos mais sangrentos dias em oito meses de tumultos sociais.

Mais de 70 pessoas perderam a vida, entre civis, soldados e homens armados leais à oposição, de acordo com uma ONG local dos direitos do homem.

Entretanto as sanções dos países ocidentais começaram a fazer-se sentir. Damasco anunciou que pretende reforçar os laços comerciais com África e a Ásia para contornar os problemas económicos ligados às sanções.