Última hora

Última hora

Síria: Aumenta a pressão internacional sobre al-Assad

Em leitura:

Síria: Aumenta a pressão internacional sobre al-Assad

Tamanho do texto Aa Aa

O rei da Jordânia sugeriu ao Presidente sírio,Bashar al-Assad, que deixe o poder.

Durante uma entrevista concedida à BBC, Abdullah II afirmou que se estivesse no seu lugar, deixava o poder e assegurava-se que o seu sucessor seria capaz de mudar a situação atual.

Para tal o Presidente sírio devia propiciar uma abertura política no país.

Entretanto, a Liga Árabe após suspender a Síria das suas reuniões e ameaçar o regime com sanções económicas, decidiu enviar para aquele país 500 membros de organizações árabes de defesa dos direitos humanos, jornalistas e observadores militares.

A União Europeia também reforçou as sanções impostas à Síria e pediu à ONU para ajudar os civis que estão a ser vítimas da repressão, acentuando a pressão sobre o regime de Bashar al-Assad.

Em mais uma jornada de repressão, segundo várias ONG’s, na segunda-feira em várias cidades do país dezenas de pessoa foram mortas pelo exército que utilizou artilharia durante os ataques.

Desde meados de março, a Síria tem sido cenário de revoltas populares contra o regime que têm sido duramente reprimidas. Segundo números da ONU, a violência já fez mais de 3.500 mortos.