Última hora

Última hora

Grécia: milhares protestam contra política de austeridade

Em leitura:

Grécia: milhares protestam contra política de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia celebrou esta quinta-feira os 38 anos do levantamento estudantil e como há quase quatro décadas, manifestantes e polícias entraram em confrontos junto ao Parlamento grego.

Indivíduos encapuzados lançaram cocktails molotov contra a polícia. As autoridades responderam com gás lacrimogéneo e granadas de atordoamento.

Os confrontos interromperam a tradicional marcha que assinala o levantamento de 73. O percurso dos manifestantes teve início na escola Politécnica de Atenas e terminou junto da embaixada dos Estados Unidos, país que apoiou a ditadura. Os manifestantes passaram também frente ao Parlamento.

Ao início da tarde 7000 pessoas participavam na marcha, que contou com a presença da oposição de esquerda, o Partido Comunista (KKE) e a esquerda radical (Syriza), que não apoiaram a coligação de governo. A polícia destacou perto de 7.000 agentes para acompanhar o protesto, visto como o primeiro teste popular da nova coligação de governo dirigida por Lucas Papademos.

A marcha assinala a sangrenta repressão do levantamento estudantil de 1973 que acelerou o fim da ditadura dos coronéis que dirigiu a Grécia entre 1967 e 1974.