Última hora

Última hora

Irmandade Muçulmana síria rejeita intervenção militar ocidental

Em leitura:

Irmandade Muçulmana síria rejeita intervenção militar ocidental

Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Bashar al-Assad está cada vez mais isolado. Depois de ter perdido o apoio da comunidade internacional, Damasco vê agora os seus vizinhos e principais aliados afastarem-se.

A Liga Árabe suspendeu a Síria e exigiu o fim da violência contra civis nos próximos três dias sob pena de sanções económicas.

Riad Shakfa, líder da Irmandade Muçulmana no país, abordou várias questões de atualidade aos microfones da euronews.

“Se o regime continuar com a opressão e o problema persistir o povo sírio prefere uma intervenção militar conjunta arabo-síria, em vez de uma intervenção da NATO com os Estados Unidos e os países ocidentais.”

“Nós pedimos aos povos europeus que se mobilizem, que se manifestem, que façam pressão sobre os seus governos para que estes pressionem o regime sírio.”

“Pensamos que o regime vai cair até ao final do ano, porque o regime de Bashar al-Assad já começou a cair aos bocados.”