Última hora

Última hora

Egípcios querem militares afastados do poder

Em leitura:

Egípcios querem militares afastados do poder

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 50 mil pessoas voltaram à praça Tahrir, no Egito, para exigir a demissão do conselho militar.

Em causa está um projeto de constituição apresentado pelos militares e considerado um entrave à democracia.

O Conselho supremo das Forças Armadas que dirige o país desde a queda do regime em Fevereiro é presidido pelo marechal Hussein Tantaoui, antigo ministro da Defesa de Hosni Mubarak.

“Os militares no poder fazem parte do antigo regime e é com ele que se preocupam, não com o povo. Por isso, pedimos que se demitam o quanto antes” afirma um egípcio.

A manifestação convocada pela Irmandade Muçulmana através da internet conta com o apoio de laicos e liberais. O protesto ocorre a menos de duas semanas das legislativas.