Última hora

Última hora

Monti: entre as graças de Bruxelas e a contestação estudantil

Em leitura:

Monti: entre as graças de Bruxelas e a contestação estudantil

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de governo italiano apresenta, terça-feira, em Bruxelas os projetos de reformas para equilibrar as contas públicas e estimular o crescimento.

Ontem, o Senado aprovou a moção de confiança ao novo executivo liderado por Mario Monti, depois de um discurso dominado pelo rigor orçamental.

Perante a câmara alta do Parlamento, o primeiro-ministro destacou a necessidade de travar a evasão fiscal e de avançar com uma reforma no mercado laboral e pensionista.

Intenções já contestadas nas ruas por milhares de estudantes. Os manifestantes criticam o programa capitalista de Monti que dizem, servir os interesses das instituições financeiras.

Mais de um milhão de jovens italianos com menos de 35 anos está desempregado. Abaixo dos 24 anos a taxa de desemprego ronda os 30%.

artigos relacionados- Bonino: Monti é uma pessoa extraordinária