Última hora

Última hora

O sucessor de Kadhafi que nunca chegou ao poder

Em leitura:

O sucessor de Kadhafi que nunca chegou ao poder

Tamanho do texto Aa Aa

Em fuga desde agosto, aquando da tomada de Trípoli, Saif Al-Islam era até há bem pouco tempo considerado um reformista.

Em 2007 lançou uma campanha para a abertura da Líbia aos meios de comunicação social privados. Inaugurou o primeiro canal de televisão e os dois primeiros jornais privados do país.

Apontado como o mais provável sucessor de Muammar Kadhafi, Saif Al-Islam com 39 anos acabou por se tornar um símbolo da repressão do regime.

O filho mais velho da segunda esposa de Kadhafi nasceu na capital líbia em 1972. Estudou arquitetura em Tripoli, gestão em Viena e doutorou-se em Londres.

Amante de pesca submarina, caça e pintura, o

elemento mais “ocidentalizado” da dinastia Kadhafi, domina o inglês e o alemão.

Não ocupava qualquer cargo oficial, mas representou a Líbia por diversas vezes em negociações internacionais, como aconteceu nos acordos de indemnização às famílias das vítimas dos atentados de Lockerbie em 1988.