Última hora

Última hora

Síria não respeitou ultimato árabe

Em leitura:

Síria não respeitou ultimato árabe

Tamanho do texto Aa Aa

Expirou o ultimato dado pela Liga Árabe ao regime sírio para acabar com a repressão da revolta popular.

Damasco terá aceitado, na sexta-feira, o princípio de receber no país observadores do organismo representante dos países árabes, mas isso não impediu a violência em várias cidades este sábado.

Segundo várias fontes, pelo menos 17 pessoas foram mortas nas cidades de Homs, Deraa, Arbeen e Kafr Naboudah.

São cada vez mais as vozes que chamam a atenção para o perigo de uma guerra civil no país, aliado do Irão e base de apoio de grupos islamitas radicais como o Hezbollah e o Hamas.

Os países árabes acusam o governo sírio de não respeitar o plano de saída da crise que previa o fim da violência, a retirada das tropas das cidades, a libertação de milhares de prisioneiros e o envio de observadores árabes para o país.