Última hora

Última hora

Desemprego é a "besta" de Rajoy

Em leitura:

Desemprego é a "besta" de Rajoy

Tamanho do texto Aa Aa

Os cinco milhões de desempregados espanhóis esperam que, apesar das condições difíceis, o novo governo faça alguma coisa por eles.
 
António é um dos muitos imigrantes que todos os dias se juntam na Praça Elíptica, em Madrid, à espera de um trabalho, muitas vezes de um dia, negociado ali mesmo com os empreiteiros: “Vamos ver se o governo muda as coisas para melhor, de forma a melhorar as leis do trabalho e facilitar a criação de microempresas”, diz. 
 
A imprensa mantém um grande ceticismo em relação à capacidade de Rajoy para mudar as coisas, sobretudo no que toca à criação de emprego. Na redação do “El País”, um jornal tradicionalmente ligado à esquerda, os jornalistas preveem uma via-sacra para Rajoy.
 
“Rajoy precisa de fazer muito e vai ter muita coisa para fazer depressa, se quer realmente evitar que o país caia no precipício económico e comece a recuperar lentamente”, diz o diretor do jornal, Javier Moreno.
 
O setor da construção civil foi o grande motor do crescimento económico de Espanha, até que o “boom” parou em 2007 e o panorama hoje é desolador: muitas casas para venda, obras paradas e pouca gente a querer, ou a poder, comprar casa.