Última hora

Última hora

Rajoy tem caminho difícil pela frente

Em leitura:

Rajoy tem caminho difícil pela frente

Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha virou à direita. É o fim de sete anos de governo dos socialistas do PSOE. Mariano Rajoy é o senhor que se segue e tem pela frente um caminho que todos preveem muito difícil.

A Espanha está debaixo da atenção dos mercados, por causa dos problemas relacionados com a dívida, como os que obrigaram já Portugal, Grécia e Irlanda a recorrer à ajuda internacional.

O novo governo deve impor ainda mais austeridade e só muito dificilmente vai conseguir impedir o país de voltar a caír na recessão. Vai também ser difícil atacar o problema do desemprego.

Para José Luis Rodríguez Zapatero, chegou a hora de um adeus, pelo menos temporário, à vida política: “Há momentos na vida de um país e na democracia em que é preciso pôr os interesses do país à frente dos interesses do partido e em que um governo tem que colocar os interesses gerais à frente das questões partidárias. Mas estou convencido que vamos superar estas dificuldades”.

Depois da decisão de lançar Alfredo Pérez Rubalcaba como candidato a primeiro-ministro, o ainda chefe do governo, que mantém o cargo de secretário-geral do PSOE, anunciou um congresso para o início de fevereiro. É aí que vai passar a ser conhecido o nome do próximo homem-forte do partido.